• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Bayer, dona da Monsanto, é alvo de mais de 18 mil processos nos EUA

A principal acusação é de que o agrotóxico glifosato causou o câncer da pessoa que recorreu a justiça ou a um membro de sua família

Publicado: 31 Julho, 2019 - 12h49 | Última modificação: 31 Julho, 2019 - 12h51

Escrito por: Redação CUT

Arquivo EBC
notice

A empresa alemã Bayer, proprietária da Monsanto, é alvo de 18.400 processos em tribunais dos Estados Unidos – 5 mil ajuizados nos últimos três meses -, de acordo com informações da presidência da empresa, divulgadas nesta terça-feira (30), na Alemanha. A principal acusação é que o agrotóxico glifosato, criado pela Monsanto, é causador do câncer que vitima o próprio reclamante ou membro de sua família, mostra reportagem de Cida de Oliveira, na RBA.

De acordo com a matéria, o glifosato é o princípio ativo do Roundup, nome comercial de um agrotóxico presente em doses acima do permitido em vinte marcas e cereais matinais vendidos na Alemanha, segundo pesquisa da organização Environmental Work Group (EWG). O uso do pesticida não é só agrícola, está também nas prateleiras de supermercados e lojas de jardinagem.

O glifosato integra a lista de liberações recorde de agrotóxicos do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Dos 290 itens aprovados em apenas sete meses, 13 são a base de glifosato.

Confira a íntegra da matéria.