• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

APP-Sindicato defende suspensão imediata das aulas na rede pública

Sindicato orienta que pais e mães não encaminhem filhos(as) para as escolas

Publicado: 17 Março, 2020 - 11h08

Escrito por: APP Sindicato

Reprodução
notice

O governo do Paraná anunciou a suspensão das aulas em escolas e universidades públicas e privadas em todo o estado a partir de sexta-feira (20), por tempo indeterminado, em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19). Para o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, a suspensão deveria ser imediata, conforme solicitação feita pela entidade no domingo (15).

Hermes explica que a medida é necessária para proteger a saúde dos(as) professores(as), funcionários(as) de escola, estudantes e toda a sociedade, contendo o aumento no número de casos da doença.

“É uma contradição o governo recomendar a suspensão de eventos públicos ou particulares com mais de 50 pessoas a partir de hoje e permitir que nossas escolas continuem com atendimento normal, expondo toda a comunidade escolar à contaminação do vírus”, critica Hermes.

Diante da gravidade da situação e da falha do governo, a APP-Sindicato orienta que os pais e as mães não encaminhem seus(suas) filhos(as) às escolas e sigam as orientações das autoridades de saúde na prevenção da doença.

Sobre a suspensão das aulas, Hermes lembra que a medida já foi adotada no estado em outras ocasiões, sem prejuízos para a comunidade escolar. Ele cita como exemplo a pandemia da gripe H1N1 em 2009, e as enchentes em regiões do estado no ano de 2014. Após os eventos, houve reposição das aulas e reorganização do calendário escolar.

Casos confirmados

De acordo com dados do Ministério da Saúde, atualizados até às 15h50 desta segunda-feira, já são 234 casos confirmados da doença no Brasil. Há ainda 2.064 casos suspeitos. Outros 1.624 foram descartados.

No Paraná, segundo o último boletim divulgado pelo governo estadual, na sexta-feira (13), há seis casos confirmados, 72 suspeitos e 34 descartados.

Prevenção

A orientação da Secretaria de Estado da Saúde é a adoção de cuidados básicos para reduzir o risco de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus:

  • lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão ou gel, incluindo os pulsos, entre os dedos e embaixo da unha;
  • limpar os objetos mais manuseados com álcool em gel;
  • manter os ambientes sempre ventilados e arejados; e
  • cobrir a boca e o nariz com o braço ou um lenço descartável ao tossir ou espirrar.

As máscaras devem ser utilizadas apenas por quem já apresenta os sintomas da doença ou tiver contato com pessoas infectadas.

Além disso, também é necessário ficar atento ao que não fazer. É importante:

  • não compartilhar objetos pessoais, como toalhas, talheres, canetas e celulares;
  • evitar lugares com muita concentração de pessoas;
  • não tocar o nariz, olhos e boca antes de lavar as mãos e não cumprimentar as pessoas com abraços, beijos e apertos de mão.

Transmissão

A transmissão do coronavírus costuma ser pelo contato com pessoas infectadas, por meio de secreções como gotículas de saliva, espirro tosse ou catarro. O vírus pode se disseminar por meio do toque ou aperto de mão ou pelo contato com objetos ou superfícies contaminados, como aparelhos eletrônicos, talheres, notas de dinheiro, entre outros.

Sintomas

Os principais sintomas da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, são semelhantes ao de um resfriado, como febre, tosse seca, dificuldade para respirar e insuficiência renal nos casos mais graves. Caso apresente os sintomas, é importante procurar ajuda médica imediata para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

Além das unidades de saúde, o paciente também pode entrar em contato pelo telefone 0800 644 4414 ou pelo Whatsapp (41) 3330-4414.

Informação

O Governo do Paraná lançou uma campanha que intensifica orientações sobre os métodos de prevenção, para evitar a propagação do vírus e também para tranquilizar a população. Todo o conteúdo está disponível no site www.coronavirus.pr.gov.br.

O Ministério da Saúde também disponibiliza informações no site www.saude.gov.br/coronavirus e o aplicativo Coronavírus-SUS, disponível para os sistemas Androide e iOS, com dicas e a localização das unidades de saúde mais próximas dos usuários.