• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Após fala golpista de Bolsonaro, população reage com panelaço em várias capitais

Neste 7 de Setembro, atos contrários ao presidente também aconteceram pelas ruas de todo o país

Publicado: 08 Setembro, 2021 - 12h36 | Última modificação: 08 Setembro, 2021 - 12h52

Escrito por: Redação CUT

VANESSA GALASSI
notice

Depois das ameaças golpistas de Jair Bolsonaro (ex-PSL) em atos de seus apoiadores nesta terça-feira (7), panelaços foram registrados em vários estados e no Distrito Federal. Bolsonaro discursou na Avenida Paulista na tarde desta terça, pela manhã em Brasília, e afirmou que não vai mais cumprir as decisões do ministro Alexandre de Moraes e atacou o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em mais uma fala sem evidências, Bolsonaro voltou a atacar o sistema eleitoral brasileiro, governadores e prefeitos que tomaram medidas de combate à pandemia de Covid-19.

Os panelaços desta terça (7) foram registrados em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Alagoas, Bahia, Paraíba, Ceará e no Distrito Federal.

Atos contrários a Bolsonaro também aconteceram pelas ruas de todo o país. Em São Paulo, o Vale do Anhangabaú recebeu mais de 50 mil pessoas.

O protesto reuniu partidos de oposição, movimento sindical como a CUT, movimentos feministas e LGBTs. Além das críticas ao presidente, tinham vários cartazes contra a alta nos preços e o aumento desemprego.

Veja algumas cidades que tiveram panelaço:

Distrito Federal

O barulhaço contra Bolsonaro foram registrados nas regiões de Águas Claras, no Guara, na Asa Norte e na Asa Sul.

Além das panelas, várias frases foram pronunciadas, das janelas, contra o presidente, como "fora, Bolsonaro".

Rio de Janeiro

No Rio, o panelaço aconteceu na Barra da Tijuca, Botafogo, Copacabana, Jardim Botânico, Lagoa, Laranjeiras, Largo do Machado, Leblon e Gávea.

Também foi registrado panelaço em Niterói, na Região Metropolitana.

São Paulo

Os protestos nas janelas contra Bolsonaro foram registrados nos bairros: Bela Vista, Santa Cecília, na região central da capital paulista, Vila Madalena e Vila Leopoldina, na Zona Oeste, Vila Mariana e Paraíso, na Zona Sul da cidade.

Pernambuco

Em Recife também houve panelaço nos bairros de Boa Viagem, na Zona Sul, Casa Forte, Parnamirim, Casa Amarela, Graças, Espinheiro, e Rosarinho, na Zona Norte.

Ceará

Fortaleza também registrou panelaços nos bairros como Aldeota, Meireles e Joaquim Távora.

Minas Gerais

Em Belo Horizonte, os panelaços foram registrados no Centro, além dos bairros Ouro Preto, Serra, Santo Antônio e Santa Efigênia. Houve palavras de ordem também como "Fora, Bolsonaro Genocida”.

Santa Catarina

Em Florianópolis o protesto foi registrado nos bairros Itacorubi e Trindade.

Alagoas

Maceió registrou panelaço Bolsonaro. Os vídeos que circulam nas redes foram gravados no bairro da Gruta de Lourdes.

É possível ouvir os barulhos das panelas e pessoas gritando frases contra Bolsonaro.