• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

60% dos brasileiros são contra privatizações de estatais, revela CUT//Vox

No caso da Petrobras, estatal usada como exemplo na pesquisa, a maioria acredita que os únicos a ganhar com a privatização seriam os empresários, os acionistas e os investidores

Publicado: 09 Abril, 2019 - 09h00 | Última modificação: 09 Abril, 2019 - 09h22

Escrito por: Marize Muniz

Edson Rimonatto/CUT
notice

A privatização de tudo o que for possível, como diz o ministro da Economia, o banqueiro Paulo Guedes, é mais uma das propostas do governo de Jair Bolsonaro (PSL) reprovada pela maioria dos brasileiros, inclusive pelos que votaram nele nas eleições de 2018.

De acordo com a pesquisa CUT-Vox Populi, 60% dos brasileiros são contra o programa de privatização de estatais, entre elas a Petrobras. Outros 25% são a favor do programa de privatização e 15% não souberam ou não quiseram responder.

Perguntados sobre quem se beneficiaria com a privatização da Petrobras, 35% responderam que os únicos a ganhar com isso seriam os empresários, os acionistas e os investidores. Para 25%, apenas o governo federal seria beneficiado. Outros 19% acham que todos seriam beneficiados, 5% acreditam que ninguém se beneficiaria, 2% deram outras respostas e 14% não souberam ou não quiseram responder.

Entre os que se declararam anti-Bolsonaro, 74% são contra a privatização da Petrobras e 14% a favor. A questão divide quase meio a meio os pró-Bolsonaro: 45% são contra e 41% são a favor da venda da petroleira brasileira. 

Os maiores índices de reprovação à venda da Petrobras foram encontrados no Nordeste (68%) e no Sudeste (60%). A rejeição também é grande entre os maduros (64%), quem têm até o ensino fundamental (64%) e renda de até dois salários mínimos (62%).

A reprovação entre homens e mulheres atingiu o mesmo percentual, de 60%.

Pré-Sal

Questionados sobre os primeiros leilões de venda de campos do pré-sal para a exploração e produção de petróleo, ainda este ano, 61% discordaram da decisão do governo de Bolsonaro. Outros 19% concordaram e 21% não souberam ou não quiseram responder.

Entre os entrevistados anti-Bolsonaro, o percentual de reprovação à venda dos campos de pré-sal atingiu 73% contra apenas 9% que se declararam a favor. Já entre os pró-Bolsonaro, a questão não é consenso: 48% concordaram com a venda e 34% discordaram.

A Região com o maior índice de rejeição é a Nordeste, onde 68% são contrários à venda dos campos do pré-sal. No Sudeste, 59% são contra; no Sul, 58%; e no Centro-Oeste/Norte, 55%.

Método

A pesquisa CUT-Vox Populi é quantitativa, com entrevistas pessoais e domiciliares, realizadas com o uso de tablets.

Público alvo

População brasileira com 16 anos ou mais, residente em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões
metropolitanas e no interior, de todos os estratos socioeconômicos.

Amostra

Amostra nacional com 1.985 entrevistas, aplicadas em 120 municípios. Estratificação por cotas de sexo, idade, escolaridade e renda.

A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Confira a íntegra da pesquisa:

 

 

carregando
carregando