MENU

1º Festival CUT-SP de Culturas e Artes será em 19 de agosto na capital paulista

Evento contará com apresentações musicais, artesanatos, exposições fotográficas e de desenhos, comercialização de produtos da economia solidária, tattoo e muito mais

Publicado: 11 Agosto, 2023 - 09h40

Escrito por: Vanessa Ramos/CUT-SP

CUT SP
notice

No dia 19 de agosto, ocorrerá o 1° Festival CUT-SP de Culturas e Artes na capital paulista. 

O evento será das 10h às 22h na Nave Coletiva do Mídia Ninja, na Rua José Bento, 106, no Cambuci, na zona sul de São Paulo.

O festival faz parte das celebrações dos 40 anos de vida da CUT Brasil, nascida em 28 de agosto de 1983, durante o 1º Congresso Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat), em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, momento que reuniu mais de 5 mil trabalhadores e trabalhadoras, de diferentes partes do país.

Eram tempos difíceis após a ditadura militar que durou de 1964 a 1985. O momento, porém, marca também a resistência popular, o enfraquecimento da ditadura e a reorganização de setores da sociedade civil para a construção da redemocratização.

A classe artística teve importância nisso, já que músicas, pinturas, gravuras e performances tensionaram e denunciaram, de distintas formas, os crimes, o autoritarismo e a violência contra a humanidade cometidos pelos militares.

Festival com diversidade

O festival contará com artesanatos, exposições fotográficas e de desenhos, comercialização de produtos da economia solidária, tattoo, venda de alimentos e cozinha solidária do Movimentos dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Durante todo o dia, o evento receberá também povos indígenas com suas tradições e culinárias, apresentações de música MPB e autoral, coro de mulheres, declamação de poesias, contação de histórias, maracatu, slam, rap, coco e congada, bandas de rock e de pop rock e mesas de debate sobre o trabalho no setor cultural.

As mesas de discussão falarão sobre a batalha das mulheres na arte, a luta do povo negro no Brasil, a criminalização do MST, o desrespeito com os povos originários e o trabalho decente para os trabalhadores e trabalhadoras do setor cultural, abordando a defesa dos espaços culturais e a criação de mecanismos para a garantia de direitos, entre os quais os previdenciários.

“Vivemos um novo momento no Brasil em que a cultura está tendo seu devido valor por meio de planos, projetos e fomentos. Temos que debater, refletir, sugerir, deliberar sobre essa importante área para juntos irmos ampliarmos nossa luta por direitos, valorização e reconhecimento dos fazedores e fazedoras de cultura. O festival tem essa premissa”, afirma o secretário de Cultura da CUT-SP, Carlos Fábio, o Índio.

Dúvidas: Para maiores informações, os contatos podem ser feitos no endereço eletrônico [email protected] ou por WhatsApp nos telefones (19) 99248-5276 (Carlos Fábio - Índio) ou (11) 97438-5222 (Ailton Ferreira).