• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Haddad vai estrear programa nas redes onde entrevistará personalidades

Ao que tudo indica, o programa é mais um movimento em torno da construção de uma grande aliança contra o governo de Bolsonaro e a ameaça fascista que ele representa

Publicado: 04 Junho, 2019 - 10h24 | Última modificação: 04 Junho, 2019 - 15h55

Escrito por: Revista Fórum

Ricardo Stuckert / Divulgação
notice

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT-SP), vai estrear um programa de notícias nas redes sociais. O nome será “Painel do Haddad”. Os primeiros pilotos começam a ser gravados nesta semana.

Ao que tudo indica, o programa será um talk show e também mais um movimento em torno de uma grande aliança contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e a ameaça fascista que ele representa.

A ideia é que Haddad converse com personalidades de diversas correntes e movimentos sociais, da esquerda à centro-direita.

Direitos Já

Uma reunião realizada no final de maio, no apartamento do jurista Pedro Serrano, no qual Haddad esteve presente, teve o objetivo de construir uma frente ampla por direitos e contras as políticas de Bolsonaro.

O objetivo, de acordo com os seus participantes, é “defender a civilização, a democracia e os direitos no país”. Para isso, o grupo já criou um slogan, “Direitos Já”. Com clara alusão ao movimento das Diretas Já este novo slogan já se tornou broches que foram distribuídos aos que chegavam à residência de Serrano.

Estiveram na reunião, além de Haddad, um amplo espectro de políticos, desde o ex-senador José Anibal (PSDB-SP) até Guilherme Boulos (PSOL-SP), passando por vários outros, como Aloizio Mercadante e o vereador Eduardo Suplicy, todos do PT; o ex-ministro da Justiça José Gregori, o vereador Daniel Anneberg e André Franco Montoro Filho, todos pelo PSDB; o presidente do PV, José Pena; José Gustavo, porta voz da Rede, Soninha Francine (PPS) e Aldo Rebelo, do Solidariedade.