• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Ato em solidariedade à ocupação Povo Sem Medo

Publicado: 18 Setembro, 2017 | Última modificação: 18 Setembro, 2017

Em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, um ato em solidariedade à ocupação Povo Sem Medo contou neste domingo (17) com dirigentes sindicais da CUT-SP, sindicatos filiados, movimentos sociais do campo e da cidade e parlamentares.



O ato foi organizado após um ataque a tiros contra a ocupação na tarde de sábado (16). Segundo denúncia do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que organiza a ocupação, os disparos vieram de um condomínio que fica ao lado do terreno.



Secretário-Geral da CUT-SP, João Cayres, expressa indignação diante da intolerância e critica a atual administração municipal que tem à frente o prefeito Orlando Morando (PSDB).



“Esse cenário de violência acaba se dando de várias formas. O prefeito da cidade divulgou um vídeo que, em nossa avaliação, acaba estimulando o ódio. Ele disse que não negocia quando, na verdade, deveria exercer o papel de conciliador. Deveria promover a paz e não o contrário”, afirmou o dirigente, ao lembrar que hoje 6.500 famílias ocupam o terreno.



Para o coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, o ataque mostra como existem pessoas que não conseguem conviver com a luta popular e com os pobres. “Não vamos responder a essa agressão com mais violência. A nossa melhor resposta é mostrar que não arredaremos o pé e que temos apoio político”, disse.



No local, existem muitos trabalhadores desempregados. Para o presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, isso é um retrato do cenário de crise no Brasil.



 





Leia mais -> http://s.cut.org.br/2jCDEI0



 

carregando