Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sinticom-PR: por PCCS, assembléias votam nesta terça (19) indicativo de greve

Escrito por: • Publicado em: 18/02/2008 - 15:48 Escrito por: Publicado em: 18/02/2008 - 15:48

 

O Sintcom-PR (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário do Paraná) realiza nesta terça-feira (19/2) assembléias para debater o PCCS (plano de cargos, carreiras e salários) da categoria.

Além de avaliar a proposta de PCCS, as assembléias devem aprovar o indicativo de greve a partir da 00h00min de 5 de março.

A Comissão de PCCS da Fentect tem se reunido desde janeiro com a comissão da ECT (Empresa de Correios e Telegráfos) para tratar da proposta de plano de carreiras da categoria. Ainda não há nenhuma proposta concreta por parte da empresa.

Para o sindicato, o PCCS é necessário para se desenhar o quadro funcional, assim como para apontar perspectivas de crescimento do trabalhador dentro da ECT.

Também é necessário corrigir uma série de distorções e a falta de isonomia salarial que existe no atual PCCS.

No que diz respeito à tabela salarial, a proposta do sindicato é o piso salarial com referência R$ 24,00 (R$ 1.089), interstício de 2,5% mais 1% referente ao anuênio já garantido pela ECT.

 

 

Título: Sinticom-PR: por PCCS, assembléias votam nesta terça (19) indicativo de greve, Conteúdo:   O Sintcom-PR (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e do Mobiliário do Paraná) realiza nesta terça-feira (19/2) assembléias para debater o PCCS (plano de cargos, carreiras e salários) da categoria. Além de avaliar a proposta de PCCS, as assembléias devem aprovar o indicativo de greve a partir da 00h00min de 5 de março. A Comissão de PCCS da Fentect tem se reunido desde janeiro com a comissão da ECT (Empresa de Correios e Telegráfos) para tratar da proposta de plano de carreiras da categoria. Ainda não há nenhuma proposta concreta por parte da empresa. Para o sindicato, o PCCS é necessário para se desenhar o quadro funcional, assim como para apontar perspectivas de crescimento do trabalhador dentro da ECT. Também é necessário corrigir uma série de distorções e a falta de isonomia salarial que existe no atual PCCS. No que diz respeito à tabela salarial, a proposta do sindicato é o piso salarial com referência R$ 24,00 (R$ 1.089), interstício de 2,5% mais 1% referente ao anuênio já garantido pela ECT.    



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.