Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Sindicato dos Gráficos de São Paulo filia-se à CUT

Ato político ocorreu no sábado

Escrito por: Sindicato dos Jornalistas do Estado de S. Paulo • Publicado em: 15/08/2011 - 16:26 Escrito por: Sindicato dos Jornalistas do Estado de S. Paulo Publicado em: 15/08/2011 - 16:26

No sábado (dia 13), o Sindicato dos Trabalhadores em Indústrias Gráficas de São Paulo (STIG) realizou assembleia e decidiu o desligamento da Força Sindical e passou a ser oficialmente filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT). O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto) esteve presente juntamente com os diretores Paulo Zocchi, Cândida Vieira, José Eduardo e Lilian Parisi, que também integra a diretoria da CUT-SP.

A desfiliação da Força Sindical foi marcada por muito tumulto e ameaças de agressão. Há denúncias de que a central sindical tentou intimidar o presidente do Sindicato dos Gráficos e contratou arruaceiros para tentar agredir os trabalhadores e impedir a assembleia. Houve tumulto e a porta do Sindicato foi depredada e até um diretor foi agredido. Foi necessária a presença de policiais no local.

No dia anterior, o próprio presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulinho Pereira (PDT/SP) chegou a realizar ameaças contra o presidente do Sindicato dos Gráficos, Márcio Vasconcelos, caso ele colocasse em prática os planos de desfiliação da Força Sindical.
A categoria gráfica de São Paulo e região tem cerca de 50 mil trabalhadores em sua base e o sindicato cerca de 17 mil filiados.

 "É de se prever que a Força Sindical tentará anular judicialmente a decisão e retomar o controle do sindicato nas eleições do ano que vem. De qualquer forma, foi um dia histórico. Nossos diretores tomaram brevemente a palavra para saudar a entrada dos Gráficos na CUT e nossa presença foi muito valorizada tanto pelos companheiros gráficos, quanto pelos demais companheiros da CUT", afirmou Paulo Zocchi, Secretário Jurídico do Sindicato dos Jornalistas.

Título: Sindicato dos Gráficos de São Paulo filia-se à CUT, Conteúdo: No sábado (dia 13), o Sindicato dos Trabalhadores em Indústrias Gráficas de São Paulo (STIG) realizou assembleia e decidiu o desligamento da Força Sindical e passou a ser oficialmente filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT). O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto) esteve presente juntamente com os diretores Paulo Zocchi, Cândida Vieira, José Eduardo e Lilian Parisi, que também integra a diretoria da CUT-SP. A desfiliação da Força Sindical foi marcada por muito tumulto e ameaças de agressão. Há denúncias de que a central sindical tentou intimidar o presidente do Sindicato dos Gráficos e contratou arruaceiros para tentar agredir os trabalhadores e impedir a assembleia. Houve tumulto e a porta do Sindicato foi depredada e até um diretor foi agredido. Foi necessária a presença de policiais no local. No dia anterior, o próprio presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulinho Pereira (PDT/SP) chegou a realizar ameaças contra o presidente do Sindicato dos Gráficos, Márcio Vasconcelos, caso ele colocasse em prática os planos de desfiliação da Força Sindical. A categoria gráfica de São Paulo e região tem cerca de 50 mil trabalhadores em sua base e o sindicato cerca de 17 mil filiados.  "É de se prever que a Força Sindical tentará anular judicialmente a decisão e retomar o controle do sindicato nas eleições do ano que vem. De qualquer forma, foi um dia histórico. Nossos diretores tomaram brevemente a palavra para saudar a entrada dos Gráficos na CUT e nossa presença foi muito valorizada tanto pelos companheiros gráficos, quanto pelos demais companheiros da CUT", afirmou Paulo Zocchi, Secretário Jurídico do Sindicato dos Jornalistas.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.