Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

“Eu quero aprender”, diz Lula à Juventude Metalúrgica do ABC

Lula e juventude trocam experiências num bate papo

Escrito por: Érica Aragão • Publicado em: 13/05/2015 - 13:56 • Última modificação: 13/05/2015 - 14:26 Escrito por: Érica Aragão Publicado em: 13/05/2015 - 13:56 Última modificação: 13/05/2015 - 14:26

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Bate-papo entre juventude e Lula

O ex-presidente Lula esteve ontem (12/5) na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para comemorar os 56 anos da entidade. Lula foi ouvir cerca de 300 jovens metalúrgicos do ABC, entre 20 e 32 anos de idade. A atividade também é parte do 8º Con­gresso da categoria, que começa oficialmente amanhã, dia 14.

Lula relembrou que aos 23 anos se asso­ciou ao Sindicato e aos 30 era o presidente dos Metalúrgicos do ABC. “Naquela época, eu também era como vocês cheios de sonhos, queria aprender uma profissão, ter um bom salário e melhorar de vida”, disse.

O encontro com os jovens foi um pedido do próprio ex-presidente, durante uma visita na Ford, em São Bernardo, em outubro do ano passado. “Eu quero aprender. Ouvir o que as futu­ras gerações querem para o País”, ressaltou.

Lula destacou as melhorias que acontece­ram nos últimos anos e como o Brasil passou a ser respeitado no mundo. “Somos o primeiro entre os países emer­gentes a acabar com a fome e, enquanto o mundo inteiro vive uma crise, criamos 22 milhões de empregos”, afirmou. “Só a imprensa comercial não respeita isso. Para eles o mundo está azedo”, com­pletou.

Lula chamou a atenção da juventude para a negação da política pelo risco de envereda­rem em retrocesso. “Quem nega a política será governado por quem gosta dela”, alertou.

O ex-presidente insistiu para que os jovens perguntassem o que quisessem, sem receios ou preocupados em agradá-lo. “Se eu não souber responder, peço ajuda aos universitários”, brincou.

Durante todo o encontro, Lula respon­deu perguntas sobre a influência da mídia sobre os jovens, terceirização, educação, Sistema Único de Saúde, o SUS, e combate à corrupção.

A atividade foi mediada pelo CSE na Mercedes, Maicon Michel Vasconcelos da Silva e pela coordenadora do Conselho Municipal de Juventude de Santo André, Rebeca Azevedo.

Em entrevista à TV dos Trabalhadores (TVT), o coordenador de juventude do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Alessandro Guimarães, acha que esta troca de experiências entre o ex-presidente e a juventude foi muito importante. “A gente uniu o útil ao agradável, uma atividade que faz parte do 8º congresso e ainda uma interação entre o presidente e a juventude”, afirma Alessandro.

Título: “Eu quero aprender”, diz Lula à Juventude Metalúrgica do ABC, Conteúdo: O ex-presidente Lula esteve ontem (12/5) na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para comemorar os 56 anos da entidade. Lula foi ouvir cerca de 300 jovens metalúrgicos do ABC, entre 20 e 32 anos de idade. A atividade também é parte do 8º Con­gresso da categoria, que começa oficialmente amanhã, dia 14. Lula relembrou que aos 23 anos se asso­ciou ao Sindicato e aos 30 era o presidente dos Metalúrgicos do ABC. “Naquela época, eu também era como vocês cheios de sonhos, queria aprender uma profissão, ter um bom salário e melhorar de vida”, disse. O encontro com os jovens foi um pedido do próprio ex-presidente, durante uma visita na Ford, em São Bernardo, em outubro do ano passado. “Eu quero aprender. Ouvir o que as futu­ras gerações querem para o País”, ressaltou. Lula destacou as melhorias que acontece­ram nos últimos anos e como o Brasil passou a ser respeitado no mundo. “Somos o primeiro entre os países emer­gentes a acabar com a fome e, enquanto o mundo inteiro vive uma crise, criamos 22 milhões de empregos”, afirmou. “Só a imprensa comercial não respeita isso. Para eles o mundo está azedo”, com­pletou. Lula chamou a atenção da juventude para a negação da política pelo risco de envereda­rem em retrocesso. “Quem nega a política será governado por quem gosta dela”, alertou. O ex-presidente insistiu para que os jovens perguntassem o que quisessem, sem receios ou preocupados em agradá-lo. “Se eu não souber responder, peço ajuda aos universitários”, brincou. Durante todo o encontro, Lula respon­deu perguntas sobre a influência da mídia sobre os jovens, terceirização, educação, Sistema Único de Saúde, o SUS, e combate à corrupção. A atividade foi mediada pelo CSE na Mercedes, Maicon Michel Vasconcelos da Silva e pela coordenadora do Conselho Municipal de Juventude de Santo André, Rebeca Azevedo. Em entrevista à TV dos Trabalhadores (TVT), o coordenador de juventude do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Alessandro Guimarães, acha que esta troca de experiências entre o ex-presidente e a juventude foi muito importante. “A gente uniu o útil ao agradável, uma atividade que faz parte do 8º congresso e ainda uma interação entre o presidente e a juventude”, afirma Alessandro.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.