Twitter Facebook YouTube Instagram Conexão Sindical

CUT NACIONAL > LISTAR NOTÍCIAS > ACONTECE > DENÚNCIAS E PROTESTOS NO ANIVERSÁRIO DA CEMIG

Denúncias e protestos no aniversário da Cemig

21/05/2013

Estatal mineira completa 61 anos, registra lucro recorde, mas não investe na rede elétrica e nas condições de trabalho para melhorar serviços e reduzir acidentes de trabalho

Escrito por: Sindieletro-MG

Nesta quarta-feira, 22, as entidades que representam os trabalhadores da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) realizarão atividades em Belo Horizonte para celebrar os 61 anos da estatal. O objetivo é chamar a atenção da população para os problemas que colocam em risco o futuro da estatal criada por JK, em 1952, para fomentar o desenvolvimento de Minas Gerais.

No ano passado, a Cemig registrou lucro recorde de R$ 4,3 bilhões. Ao invés de investir na rede elétrica e nas condições de trabalho para melhorar serviços e reduzir acidentes de trabalho, a empresa distribuiu R$ 4,5 bilhões de dividendos entre acionistas, valor acima do que lucrou.

Os eletricitários vão defender o resgate da Cemig, como empresa pública. Vão questionar a gestão que prioriza o lucro dos acionistas enquanto sete milhões de consumidores pagam tarifas cada vez mais altas, por causa do ICMS cobrado sobre a conta de luz em  Minas, que é o maior do país.    Além do alto custo da energia, os mineiros recebem serviço de baixa qualidade. De acordo com a Aneel, de 2007 até o ano passado, as queixas contra a Cemig cresceram 63% e a maior reclamação do consumidor é a queda de energia.

Apesar da despesa com os trabalhadores representar apenas 8% do custo operacional da empresa, os eletricitários também são penalizados pela gestão da empresa, que demite trabalhadores concursados, rejeita negociar o Acordo Coletivo e mantém emprego precário através da terceirização. Desde 1994, com o governo Eduardo Azeredo, até 2012, com os governos de Aécio Neves e Antônio Anastasia (PSDB), houve uma extinção de mais de 8 mil postos de trabalho na Cemig. Enquanto isso a terceirização cresce, comprometendo a qualidade dos serviços e as condições de trabalho. A Cemig Serviços, subsidiária criada para o serviço de leitura, está sendo fechada e a Cemig pretendem colocar na rua mais de 100 trabalhadores concursados e terceirizar as atividades.

As entidades responsáveis pelas atividades em Belo Horizonte são: Sindieletro-MG, Senge,  Sindsul, Eletricitários de Juiz de Fora e Santos Dumont, Federação dos Urbanos/MG e Federação Nacional dos Urbanitários (FNU/CUT).

Programação para o aniversário da Cemig

22 de maio de 2013 – Quarta-feira

8 horas –Ato nas portarias da Cemig no Anel Rodoviário, Cidade Industrial, Rua Itambé e São Gabriel

13 horas -Ato público na  Sede da Cemig, Avenida Barbacena, com bolo gigante e intervenção teatral 

16 horas –Ato Praça Sete, com bolo gigante e apresentação

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • Orkut
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

RÁDIO CUT

Copyright © CUT Central Única dos Trabalhadores | 3.820 - Entidades Filiadas | 7.890.353 - Sócios | 24.062.754 - Representados
Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 2108 9200 - Fax (0xx11) 2108 9310